Emedix - Portal de saúde com informações sobre doenças, prevenção, tratamento, saúde no dia a dia, nutrição e qualidade de vida.
Imagens
Diretório de Saúde Dicionário Médico Medicamentos Genéricos Comunidades Virtuais
Saúde no dia-a-dia
linha
  Alimentação Saudável
linha
  Atividade Física
linha
  Saúde da Família
linha
  Vitaminas/Sais Minerais
linha
  Fitoterápicos
linha
Doenças e Prevenção
linha
  Artigos médicos
linha
  Perguntas & Respostas
linha
  Ponto de Vista
linha
Descobertas Científicas
linha
  Notícias da Semana
linha
  Arquivo de Notícias
linha
  Notícias Setor Saúde
linha
  Agenda de Eventos
linha
Variedades
linha
  Cartão virtual
linha
  Teste seu conhecimento
linha
  Pesquisas Online
linha
  Serviços ao Leitor
linha
sobre nós
linha
  Equipe
linha
  Colaboradores
linha
  Campanhas de saúde
linha
  Anuncie Conosco
linha
  Termo de Compromisso
linha
Desenvolvimento: Tecnoweb
Comunidades Virtuais - AlzheimerDoençaPesquisasLinksFórum
Alzheimer

Doença de Alzheimer

Dr. Paulo Bertolucci

Introdução Descrição Diagnóstico Tratamento Bibliografia

Diagnóstico

Como detectar a doença?
Como deve ser o exame clínico na doença de Alzheimer?
Que exames devem ser pedidos para o diagnóstico da doença de Alzheimer?
É possível identificar a doença através de testes genéticos?

Como detectar a doença?

Para diagnosticar a doença com certeza absoluta, é necessário fazer o exame de tecido cerebral por meio de necrópsia ou biópsia cerebral, um exame que pode acarretar complicações sérias. Por isso, o diagnóstico é clínico: vários testes são realizados para excluir os diversos tipos de demência para então poder concluir uma provável doença de Alzheimer. É claro que algumas vezes ocorre erro de diagnóstico, mas se a pesquisa for cuidadosa, a chance de que esteja correto é de 80 a 90%.

[sobe]

Como deve ser o exame clínico na doença de Alzheimer?

Não é difícil fazer o diagnóstico de doença de Alzheimer em alguém com evidente perda de memória e alteração do comportamento. O problema é diagnosticá-la no início, quando geralmente existe apenas a queixa de dificuldade de memória, que também pode ter outras causas. Só o exame neurológico não é suficiente. É essencial um exame bem feito da memória, orientação, linguagem e outras funções mentais pois, ainda que não haja queixa, se o exame mostrar, por exemplo, comprometimento da linguagem, a chance de doença de Alzheimer é muito elevada.

Infelizmente, essa avaliação requer treinamento e não é feito em muitos lugares. Muitos casos de demência só acabam sendo diagnosticados com a doença mais avançada.

[sobe]

Que exames devem ser pedidos para o diagnóstico da doença de Alzheimer?

Varia de caso a caso. Em uma pessoa com doença mais avançada, uma história bem feita e um bom exame podem ser suficientes. Numa fase mais inicial, o diagnóstico pode ser mais complicado.

Para excluir outras causas de demência, pode-se solicitar os seguintes exames:

  • tomografia ou ressonância nuclear magnética de crânio, para excluir múltiplas isquemias, hemorragia ou tumores;
  • dosagem dos hormônios da tireóide e exame de sangue para verificar se não há alteração de fígado, no metabolismo do cálcio e fósforo, deficiência de vitamina B etc.

Os exames a serem solicitados dependem da história e do exame clínico, mais uma vez salientado sua importância.

[sobe]

É possível identificar a doença através de testes genéticos?

Há marcadores para determinadas doenças, exames que mostram com certeza que a pessoa tem ou vai desenvolver uma determinada doença.

Para a demência de origem familiar chamada doença de Huntington, por exemplo, existe um teste genético que pode mostrar que, quando determinada alteração está presente, ainda que a pessoa não tenha sintoma, ela virá a apresentar a doença mais tarde.

No caso da doença de Alzheimer, não se identificou ainda esse marcador. Sabe-se, e isso é bastante citado na imprensa, que alguns marcadores, como certas formas da apo-lipoproteína E, podem indicar probabilidade aumentada, o que não é o mesmo que um diagnóstico da doença antes de seus primeiros sintomas.Na doença de Alzheimer familiar, que é muito rara, correspondendo a 5 a 8% do total, algumas mutações dominantes foram identificadas, isto é, se a pessoa apresentar a mutação, ela irá desenvolver a doença de Alzheimer. Estes casos são raros, e os exames são feitos em poucos lugares.

[Introdução] [Descrição] [Diagnóstico] [Tratamento] [Bibliografia]


Enviar a um amigo

[voltar] [topo]

Atenção: As informações contidas neste site têm caráter informativo e não devem ser utilizadas para realizar auto-diagnóstico, auto-tratamento ou auto-medicação. Em caso de dúvidas, consulte o seu médico.

Proibida a reprodução, distribuição ou publicação, parcial ou total, do conteúdo deste site estando o infrator sujeito às sanções legais cabíveis.


Últimas Notícias
marcador Será que as mães sabem quando basta?
marcador Crianças que assistem programas para adultos antecipam a atividade sexual
marcador A relação entre o sal e a hipertensão
marcador Dieta mediterrânea reduz risco de danos cognitivos
marcador Drogas para alcoolismo contêm urgência para apostadores patológicos
marcador Poluição na estrada aumenta o risco de alergia em crianças
marcador Dormir mais afeta positivamente o desempenho cognitivo
marcador Beber álcool regularmente pode diminuir risco de artrite reumatóide
marcador Crianças com baixa densidade óssea têm deficiência de vitamina D
marcador Pressão e colesterol altos podem estar associados com doença vascular da retina
marcador Drogas anti-inflamatórias não melhoram função cognitiva em idosos
marcador Atividade física previne câncer de mama em certos grupos
marcador O segredo da vida longa pode não estar nos genes
marcador Excesso de ferro pode prejudicar crianças
marcador Doenças mentais nos pais associadas a autismo nos filhos
marcador Obesidade piora o impacto da asma
+ saúde
marcador Importância da atividade física
marcador Coma um pouco de tudo e de tudo um pouco
marcador Pirâmide alimentar
marcador Soja reduz níveis de colesterol
marcador Maçã protege contra câncer e radicais livres
marcador Todos os vegetais podem prevenir câncer de próstata
Home Saúde no dia-a-dia: Doenças e Prevenção: Pesquisas Científicas: Variedades: Sobre nós:
Contato Alimentação Saudável Artigos Médicos Notícias da Semana Cartão virtual Anuncie Conosco
Newsletter Atividade Física Perguntas e Respostas Arquivo de Notícias Pesquisas Online Equipe
Diretório de Saúde Saúde da Família Ponto de Vista Notícias - Setor de Saúde Testes e Curiosidades Colaboradores
Medicamentos Genéricos Vitaminas e Sais Minerais Comunidades Virtuais Agenda Serviços ao Leitor Termo de Compromisso
Dicionário Médico Fitoterápicos
Mapa do site
Desenvolvimento:Tecnoweb - Tel: (0xx21)2523-9108
Todos os direitos Reservados. 2000 - 2014 ®
Pesquisar
Inicio Newsletter Contato
Ecard Recomendar Twitter