Emedix - Portal de saúde com informações sobre doenças, prevenção, tratamento, saúde no dia a dia, nutrição e qualidade de vida.
Imagens
Diretório de Saúde Dicionário Médico Medicamentos Genéricos Comunidades Virtuais
Saúde no dia-a-dia
linha
  Alimentação Saudável
linha
  Atividade Física
linha
  Saúde da Família
linha
  Vitaminas/Sais Minerais
linha
  Fitoterápicos
linha
Doenças e Prevenção
linha
  Artigos médicos
linha
  Perguntas & Respostas
linha
  Ponto de Vista
linha
Descobertas Científicas
linha
  Notícias da Semana
linha
  Arquivo de Notícias
linha
  Notícias Setor Saúde
linha
  Agenda de Eventos
linha
Variedades
linha
  Cartão virtual
linha
  Teste seu conhecimento
linha
  Pesquisas Online
linha
  Serviços ao Leitor
linha
sobre nós
linha
  Equipe
linha
  Colaboradores
linha
  Campanhas de saúde
linha
  Anuncie Conosco
linha
  Termo de Compromisso
linha
Desenvolvimento: Tecnoweb

Notícias Fevereiro de  2007

Sintomas de depressão associados aos estágios iniciais de doenças arteriais
Fonte: Archives of General Psychiatry , 01/02/2007

Sintomas depressivos, especialmente os sinais físicos tais como fadiga e perda de apetite, podem estar associados com os espessamento das artérias que podem refletir os primeiros sintomas da doença da artéria coronária.

Evidências consideráveis sugerem que a depressão, raiva e outras emoções negativas estão associadas com o risco de doença da artéria coronária, que ocorre quando os vasos que transportam sangue para o coração se estreitam ou enrijecem. Entretanto, a maioria dos estudos avaliou o risco para ataque do coração ou morte cardíaca súbita, de acordo com o artigo. Como esses eventos são etapas posteriores no desenvolvimento da doença da artéria coronária, não está claro se a depressão, ansiedade e outras emoções negativas desempenham um papel no início do processo da doença.

Jesse C. Stewart, Ph.D., da Indiana University-Purdue University Indianápolis, e colegas estudaram 324 homens e mulheres com idade média de 60,6 anos. No início do estudo, os participantes foram a 11 consultas, num período de 5 meses, para fazer exames médicos para avaliar fatores de risco cardiovascular, incluindo pressão alta e colesterol alto; responderam a questionários para avaliar depressão, ansiedade, hostilidade e raiva; realizaram testes de ultra-som para determinar a espessura da íntima-média (IMT, em inglês) da artéria carótida, uma média das camadas internas das artérias que está relacionada aos estágios iniciais da doença arterial coronariana. Os fatores de risco cardiovascular e IMT foram avaliados novamente depois de três anos.

"Análises por regressão indicaram que sintomas depressivos mais fortes no início do estudo foram associados com maiores mudanças na espessura da íntima-média da carótida, mesmo depois de levar em consideração fatores demográficos, fatores de risco cardiovascular, uso de medicamentos, condições médicas e outras emoções negativas correlacionadas", dizem os autores.

Para melhor entender o papel de sintomas depressivos específicos na IMT, os pesquisadores separaram a doença em dois componentes: uma pontuação somática-vegetativa, que inclui indicadores físicos como fadiga e distúrbios de apetite, e uma pontuação cognitiva-afetiva, que inclui tristeza, pessimismo e outras emoções associadas com depressão. A análise de cada componente revelou que a pontuação somática-vegetativa estava associada com a espessura da IMT, e não a pontuação cognitiva-afetiva.

"Nossos resultados indicam que a depressão, mas talvez não a ansiedade e hostilidade/raiva, pode estar envolvida no início e/ou progressão da aterosclerose", ou enrijecimento das artérias, escrevem os autores. "Mais especificamente, nossas descobertas sugerem que características somáticas-vegetativas da depressão que não são compartilhadas com outras emoções negativas podem desempenhar um importante papel nos estágios iniciais do desenvolvimento da doença arterial coronariana.

Poucos estudos anteriores examinaram diversas emoções negativas simultaneamente, mas esta abordagem será crítica na compreensão da ligação entre essas variáveis psicológicas e doenças físicas, eles concluem. "Identificar esses componentes, por sua vez, pode fornecer informações sobre o mecanismo por detrás da relação entre emoção negativa e doença arterial coronariana e pode facilitar o desenvolvimento de intervenções focadas para reduzir o risco de doença arterial coronariana em indivíduos propensos a terem emoções negativas".


Enviar a um amigo

[voltar] [topo]

Atenção: As informações contidas neste site têm caráter informativo e não devem ser utilizadas para realizar auto-diagnóstico, auto-tratamento ou auto-medicação. Em caso de dúvidas, consulte o seu médico.

Proibida a reprodução, distribuição ou publicação, parcial ou total, do conteúdo deste site estando o infrator sujeito às sanções legais cabíveis.


notícias 2007
Jan Fev Mar
Abr Mai Jun
Jul Ago Set
Out Nov Dez

Mais notícias:
1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014

+ notícias
marcador Estresse destrói células nervosas no hipocampo
marcador Obesidade na infância pode contribuir para puberdade prematura de meninas
marcador Feijões mágicos - Soja antiobesidade pode ajudar a prevenir diabetes
marcador Ômega-3 derivados de plantas ajudam na saúde do osso
marcador Cientistas descobrem causa do ganho de peso decorrente de drogas antipsicóticas
marcador Solidão é associada com aumento de risco para a doença de Alzheimer
marcador Resolução do Ano Novo: Previna câncer, use azeite
Home Saúde no dia-a-dia: Doenças e Prevenção: Pesquisas Científicas: Variedades: Sobre nós:
Contato Alimentação Saudável Artigos Médicos Notícias da Semana Cartão virtual Anuncie Conosco
Newsletter Atividade Física Perguntas e Respostas Arquivo de Notícias Pesquisas Online Equipe
Diretório de Saúde Saúde da Família Ponto de Vista Notícias - Setor de Saúde Testes e Curiosidades Colaboradores
Medicamentos Genéricos Vitaminas e Sais Minerais Comunidades Virtuais Agenda Serviços ao Leitor Termo de Compromisso
Dicionário Médico Fitoterápicos
Mapa do site
Desenvolvimento:Tecnoweb - Tel: (0xx21)2523-9108
Todos os direitos Reservados. 2000 - 2014 ®
Pesquisar
Inicio Newsletter Contato
Ecard Recomendar Twitter